Nenê de Vila Matilde e o voo das duas Águias no sambódromo do Anhembi

Após contratempos que antecederam o Carnaval e fazendo uma linda homenagem a outra tradicional escola de samba do Rio de Janeiro, a Portela, a Nenê de Vila Matilde foi a quarta agremiação a cruzar a faixa amarela do Anhembi.

Com o enredo “A majestade do samba chegou! Corri pra ver… pra ver quem era. Chegando lá, era a Nenê e a Portela.”, a escola celebra os 70 anos de sua existência na Avenida e saudosa buscou trazer a alegria e despertar seu tradicional lema de ser uma escola de samba da comunidade. O objetivo maior é trazer a “Águia” de volta ao Grupo Especial.

Sendo a única Escola de Samba de São Paulo a desfilar na Marquês de Sapucaí em 85 com o enredo ” O dia em que o cacique rodou a baiana aí Ó”, a agremiação busca a ascensão ao grupo de Elite, onde ostenta várias conquistas.

O desfile da agremiação foi como sempre carregado de muita raça, alegria e emoção. Os componentes da escola sedentos pela vitória acreditam no possível retorno da Nenê ao grupo Especial, em entrevista ao Site Sintonia de Bambas o rouxinol oficial da Escola, Agnaldo Amaral, fala dessa emoção e da sede de conquista em homenagem ao “Seo Nenê”.

Ouça entrevista do Intérprete Agnaldo Amaral

Facebook comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + 14 =