Home Carnaval SP No altar do Carnaval, a Mancha Verde escolheu seu Samba-Enredo 2020

No altar do Carnaval, a Mancha Verde escolheu seu Samba-Enredo 2020

por Josy Dinorah
157 visualizações

A Escola de Samba Mancha Verde, atual campeã do Carnaval, promoveu a final da escolha do Samba-Enredo para o Carnaval de 2020, em São Paulo. A promessa de mais um Desfile campeão é um convite ao público no Anhembi a fazer uma reflexão sobre o verdadeiro sentido da vida.

Foto: Shirlei Dias

A grande final aconteceu junto com o ‘Arraiá da Mancha Verde’ na Quadra da Agremiação. A festa começou às 18h do sábado (27) e terminou na madrugada deste domingo (28) com a escolha, pela Diretoria da Escola, do samba campeão que levantou a Comunidade durante o evento. Duas composições apresentaram seus sambas para o Enredo “Pai! Perdoai, eles não sambem o que fazem!”, do Carnavalesco Jorge Freitas.

SÃO PAULO, SP – 28.07.2019 – Final de Samba-Enredo 2020 Escola de Samba Mancha Verde (Foto: Lara Schulze)

Emplacando três sambas campeões consecutivos pela Mancha Verde, os compositores Darlan Alves, Guilherme Cruz, Marcelo Casa Nossa e o ”Os Gêmeos” Rodolfo e Rodrigo Minuetto, falam sobre o poder do amor como transformação e clamam por justiça e paz. “Que honra escrever e defender essa obra tão emocionante. Ali, no palco, criamos uma conexão com o nosso Pai e coloquei minha alma. Foi incrível e mais uma vez a Mancha Verde vai levar uma linda obra para Avenida. Não tenho dúvidas que será um grande Carnaval” – Declara Darlan Alves, intérprete que defendeu o Samba 14 ao lado de Igor Sorriso, voz oficial da Mocidade Alegre, Guilherme Cruz, cantor da MUM e do time de canto formado por Raspada, Tami, Charlie Dieff e Jorginho Soares.

O homem ao usar o poder da escolha do livre arbítrio colocou o mundo de cabeça pra baixo e aumentou a polarização de ideais políticos, culturais e sociais e usando uma frase bíblica dita por Jesus Cristo no Capítulo 23 do Livro de Lucas para fazer uma crítica sobre o preconceito e a violência camufladas de bons atos de justiça, a Mancha Verde busca o bicampeonato acompanhado de uma reflexão.

Confira a letra do Samba Campeão:

Compositores – Marcelo Casa Nossa, Guilherme Cruz, Rodrigo e Rodolfo Minuetto e Darlan Alves

Ó SENHOR, BENDITOS OS QUE ROGAM O PERDÃO
DERRAME SOBRE NÓS A TUA GLORIA
VERÁS QUE A DOR, NÃO FOI EM VÃO
NO CÉU UMA LINDA ESTRELA BRILHOU, RELUZ O SALVADOR
EU CHORO AO VER QUE O PECADO ME CONSOME
SOU AS DUAS FACES DESSE HOMEM
QUE HÁ DE VENCER O MAL
É PRECISO LUTAR , EXALTANDO PENHAS E MARIAS
QUE CLAMAM POR DIREITOS, IGUALDADE
ESSA É A TUA VONTADE

EM NOME DO PAI, AMÉM 
JUSTIÇA E PAZ, AOS HOMENS DE BEM 
DEUS NÃO CRIOU RAÇA, E NOS ENSINOU 
AOS OLHOS NÃO EXISTE COR

QUERO ME DEITAR EM VERDES CAMPOS
VER A NATUREZA FLORESCER
NÃO TER A MALDADE COMO HERANÇA
FAZER VALER, CADA AMANHECER
É HORA DE DARMOS AS MÃOS, CUMPRIR A NOSSA MISSÃO
PERDOE SE ALGO TE FIZ, ME ABRACE VEM SER FELIZ
NUNCA PERCA A ESPERANÇA
SEMPRE É TEMPO DE SONHAR
POIS VIDA É UM SOPRO DIVINO, A SE REVELAR

SÓ O AMOR PODE CURAR O MUNDO 
NO ALTAR DO CARNAVAL, CANTO EM ORAÇÃO 
A MANCHA É A VOZ DOS FILHOS TEUS 
OLHAI POR NÓS MEU DEUS

SÃO PAULO, SP – 28.07.2019 – Final de Samba-Enredo 2020 Escola de Samba Mancha Verde – Áudio Carnavalesco: Jorge Freitas (Sintonia de Bambas)

Compartilhar isso:

Facebook comentário

0 Comentário

Deixe um comentário

Você pode gostar