Home Contos Yansã e o carnaval

Yansã e o carnaval

por Luis Mendes
288 visualizações

Capa: Modelo Valeska Reis Foto: Acervo Pessoal Valeska Reis

-Nega, tem algum remédio aí para a dor de cabeça do seu Neguinho?

-Eu quero que você morra! Sapecou a Nega sem um pingo de misericórdia. Disse mais:

-Eu quero que você se lasque na puta que o pariu!

A Nega estava brava. E o bom senso recomenda algumas precauções. Uma delas é sempre conferir as facas da cozinha, e a outra é não falar muito. Também pudera, aquela desculpa de retiro espiritual em pleno carnaval não colou. Ela sabe que você é ogã de Oxóssi na casa da mãe Preta de Ogum. Como virou evangélico assim do nada, e em pleno carnaval? E a Nega é de Yansã e comunista, a política não está boa. Mulher de Yansã tem sexto sentido, algum tipo de acordo com os espíritos, assim quis Olorum. Mulher de Yansã tem uma espécie de premonição ou visagem que ficam mais aguçados no carnaval e feriados prolongados. Parece que os espíritos nos acompanham o dia inteiro para depois fazerem fofocas no ouvido da Nega. Pior que você combinou com o presidente da escola que sairia na bateria. Não poderia voltar atrás, pois seria feio na comunidade. Como todos sabem, conversa de malandro não faz curva. Dessa vez vai ter que ser firme com a Nega! Chegou pra ela e disse:

– Nega, vou sair sim e ninguém me segura!

-Você é quem sabe ! Disse de forma misteriosa, que só uma mulher de Yansã sabe dizer. No dia do desfile acordou cedo e conferiu as facas da cozinha, estão todas lá… O couro da cuíca inteiro e fantasia impecável. Até aqui tudo bem! A bandeira do Bahia e a bandeira vermelha do partido intactas. Pensou silenciosamente que havia ganhado a discussão, então disse tchau! Ela olhou bem nos seus olhos e disse:

-Tchau Nego, bom desfile!

Sentiu um calafrio pois a reforma da previdência passou, e ela está muito carinhosa. Ela é de Yansã e comunista! Calhou que na hora do desfile caiu um temporal, arrasou com as fantasias e desafinou a bateria! A cidade ficou alagada e teve que voltar a pé. Só pode ter sido praga da Nega (pensou…) Quando chegou em casa com a fantasia rasgada, por cautela foi conferir as facas da cozinha. Foi até o quarto e a Nega não estava, aliás em lugar nenhum! Deve ter ido à casa de algum parente ( pensou..). Sentou no sofá e ligou a TV na hora do desfile do Bloco afro Muzenza. Para sua surpresa a destaque linda e maravilhosa do bloco era a Nega! Parecia uma rainha africana, cercada de vários príncipes! De vez em quando parecia que olhava para ele através da televisão. Correu para preparar alguns acarajés para Yansã, e no ano que vêm vai sair no Muzenza. Nem que chova canivete!

Instagram luismendes5230 Luis Mendes é autor do livro Conversa de Encruzilhada disponível através do link https://desconcertoseditora.com.br/produto/conversa-de-encruzilhada-luis-mendes/Email [email protected]

Compartilhar isso:

Facebook comentário

0 Comentário

Deixe um comentário

Você pode gostar